1º JURI POPULAR DA 1ª VARA DA COMARCA DE CHAPADINHA, CONDENA 02 E ABSOLVE 01

               Image result for fotos do fórum da comarca de chapadinha
O Exmo. Juiz de Direito Dr. JOÃO BATISTA COELHO NETO, substituto da 12ª Zona Judiciária, respondendo pela 1ª Vara da Comarca de Chapadinha, durante o afastamento do Juiz de Direito CRISTIANO SIMAS DE SOUSA, no período de 15/07/2019 até ulterior deliberação, realiza o 1º Julgamento pelo Tribunal do Júri Popular!


                           
                            Dr. João Batista Coelho Neto, Juiz de Direito 
                                    Presidente do Tribunal do Júri
Foi realizado dia 21 do mês em curso, o 1º julgamento pelo Tribunal do Júri Popular da 1ª Vara da Comarca de Chapadinha, sendo presidido pelo MM Juiz Dr. João Batista Coelho Neto, tendo na acusação a Dra. Iilma de Paiva Pereira, Secretários Judiciais Jane e Leonardo, Advogados de defesa os doutores, Luciamo, Lauro e  Oliveira, Oficiais de Justiça Gadelha Alves Ferreira e Welington Aguiar.
Formado o corpo de jurados mais conhecido como conselho de sentença, o MM Juiz de direito determina o início do julgamento, sendo ouvidas as testemunhas de acusação e de defesa, em seguida os acusados. Foram ouvidos posteriormente o Ministério Público e a defesa, se necessário, a réplica e a tréplica, para que o Conselho de Sentença seja levado a uma sala secreta onde de lá sairá a decisão final, o Juiz Presidente decidirá através de sentença, pela absolvição ou condenação dos réus e de logo determinando o tempo de prisão se for o caso!
Findada a votação o MM Juiz Dr. João Batista decidiu da seguinte forma: O acusado Cristiano de Sousa, tendo em vista decisão dos membros do Conselho de Sentença, foi absolvido, não tendo os outros Réus os mesmos resultados, sendo os dois portanto, condenados da seguinte forma:
Francisco Viana do Nascimento, condenado a 16 anos e 06 meses de reclusão, tendo em vista o acusado supra citado ter menos de 21 anos na data do crime, fica condenado à Pena Privativa de Liberdade de 13 anos e 09 meses de  Reclusão.

Frankiel Vieira Matiascondenado a 16 anos e 06 meses de reclusão, tendo em vista o acusado supra citado ter menos de 21 anos na data do crime, fica condenado à Pena Privativa de Liberdade de 13 anos e 09 meses de  Reclusão.
Ambos terão que cumprir o Regime inicial da pena " FECHADO ".
TENDO ASSIM, DEPOIS DE OUVIDAS TODAS AS PARTES ENVOLVIDAS, NO REFERIDO JULGAMENTO, O MM JUIZ DIREITO AGRADECEU A DEUS E ENCERROU O REFERIDO JULGAMENTO!












Image result for justiça cega pensador

O BLOG DO CHIQUINHO CARNEIRO ESTÁ DE VOLTA

Apenas um aviso aos mais audaciosos: depois de ficar fora do ar por dois anos, estamos de volta e preparados para não temer e nem ter medo de ninguém, agiu errado, o pau vai comer mesmo. Perseguir alguém, jamais, agora silenciar-me, nunca. Não farei o que muitos fazem, receber para ficar calado, não faremos uso de subterfúgios para chamar a atenção, mas faremos o que sempre fizemos, dizer a verdade, doa a quem doer. 

ASSIM COMEÇOU NOSSA ARENA CHIQUINHO CARNEIRO


COM A AJUDA DE AMIGOS E DEPOIS DE MUITOS ESFORÇOS PARA A LIMPEZA DO QUINTAL, DEPOIS DE PAGAR PRA LEVAREM 08 CAÇAMBADAS DE ENTULHOS, NÃO MEDIR AS CONSEQUÊNCIAS E HOJE ORGULHO-ME DE TER UMA DAS MAIS BELAS ARENAS DA REGIÃO, NÃO É MINHA É NOSSA, POIS TODOS NÓS USUFRUÍMOS DO LAZER QUE ELA NOS PROPORCIONA. OBRIGADO MEU DEUS POR ISSO E POR MUITO MAIS QUE AINDA CONSEGUIREI!






















O DIA DA MAIS LINDA DE TODAS

                                                       DIA DAS MÃES

Estamos aqui parabenizando a todas as mães da nossa Chapadinha, do nosso Maranhão, do nosso Brasil e do mundo e dizendo, cuide de sua mãe se você ainda a tem, pois ela, é sua verdadeira e única amiga para todas as horas.


                          20 lindas fotos de mães e filhas
                                 20 lindas fotos de mães e filhas

Moro endurece regras de visita em presídios federais e PT reclama da medida no STFTodos os Direitos Reservados para República de Curitiba Editora. Proibida reprodução deste conteúdo



Após o ministro da Justiça, Sergio Moro, endurecer as regras de visitação nos presídios federais, o Partido dos Trabalhadores foi até o STF para reclamar. O partido, juntamente com o Instituto Anjos da Liberdade, entrou com uma ação no Supremo, para garantir o direito às visitas sociais aos detentos. As regras de Moro prevem que as visitas ocorram nos pátios, parlatórios e por videoconferência. No caso dos presídios de segurança máxima, somente o parlatório poderá ser usado. Com informações do Estadão.Todos os Direitos Reservados para República de Curitiba Editora. Proibida reprodução deste conteúdo

Zé Inácio destaca julgamento do STJ que resultou na diminuição da pena do ex-presidente Lula

O deputado Zé Inácio Lula (PT) destacou da tribuna da Assembleia, na manhã desta quarta-feira (24), o julgamento do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de um recurso da defesa do ex-presidente Lula, corrido ontem (23), que resultou na diminuição da pena de 12 anos e um mês de prisão para oito anos, 10 meses e 20 dias, pelo crime envolvendo o apartamento tríplex do Guarujá (SP).
Na ocasião, o deputado disse que mais uma vez usava a tribuna da Assembleia para denunciar o que considera “prisão política” do ex-presidente Lula e que iniciava o pronunciamento enfatizando a frase pronunciada pelo ex-presidente Lula após o julgamento do STJ. “Lula afirma, de forma categórica, que nem uma pena reduzida é justa para o homem que não cometeu crime algum. A condenação é injusta. Na verdade, é uma condenação política”, enfatizou.
Segundo Zé Inácio, os fatos ocorridos no decorrer desses últimos anos demonstram claramente que houve uma perseguição política por parte do ministro Sérgio Moro ao ex-presidente Lula. “É tanto que foi uma ação política, que hoje ele é o ministro da Justiça do candidato a presidente que tinha como seu maior opositor uma candidatura do PT, representada pelo ex-presidente Lula”, argumentou.
Condenação sem provas
“A redução da pena nada mais é do que não reconhecer publicamente para o Brasil e para o mundo que o processo é eivado de nulidade e que a sentença mais correta seria a absolvição, porque o Presidente Lula foi condenado sem provas”, afirmou Zé Inácio Lula.
O deputado disse que, no julgamento de ontem do STJ, não se rediscutiu a questão do mérito da condenação do ex-presidente sob o argumento de que a Súmula 7, do STJ, proíbe se rediscutir prova na terceira instância. “Ou seja, não se rediscutiu as provas, porque se isto acontecesse, poderia se confirmar o que parte da imprensa tem dito, que o ex-presidente foi condenado sem provas, inclusive com o endosso do grande jurista brasileiro Celso Antônio Bandeira de Melo, que considera a prisão de Lula “loucura””, frisou.
Zé Inácio Lula disse acreditar que, com a redução da pena obtida ontem, o ex-presidente terá direito à remissão da pena e, assim, poderá ter a progressão de regime e entrar no regime semiaberto, uma vez que já teria cumprido um terço da pena. “Daqui a três meses, pelas minhas contas, o ex-presidente Lula estará cumprindo o regime semiaberto, ou seja, poderá sair da prisão”, salientou.
O deputado disse acreditar que o julgamento da ação declaratória da constitucionalidade da prisão em segunda instância, a ser realizado brevemente pelo Supremo Tribunal Federal (STF), poderá também ser favorável ao ex-presidente Lula. “Poderá ser uma decisão que favorecerá Lula, não por ter sido simplesmente condenado pela segunda instância, mas porque, diante da arbitrariedade e da injustiça, diante da “prisão política” que ele vem sofrendo, nesses últimos anos, nada mais justo de que o próprio STF fazer justiça e conceder sua liberdade”, complementou.
“E nós que acreditamos na inocência do Presidente Lula, acreditamos também que ele será absolvido, porque foi condenado de forma injusta, sem provas”, concluiu Zé Inácio Lula.

Ufma emite nota ‘quilométrica’ para explicar bolsas à esposa de Haddad

                
A Universidade Federal do Maranhão (Ufma) emitiu, ainda na terça-feira (9), uma quilométrica nota oficial para tratar do pagamento de bolsas de R$ 10 mil cirurgiã-dentista Ana Estela Haddad, esposa do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT).
Apesar de formalmente solicitada pelo Blog do Gilberto Léda por email, o comunicado não foi enviado, apenas publicado no site da instituição.
Ao longo de 35 linhas de texto, fora os intertítulos, a instituição de ensino superior diz repudiar “as informações que têm sido publicadas nos meios de comunicação de massa e redes sociais da internet sobre o pagamento de bolsas de pesquisa e extensão” e apresenta diversos dados e links sobre os processos até a concessão de bolsas a pesquisadores.
Mas não destinou uma sequer para responder ao principal questionamento do blog: “qual o critério para a escolha dessa cirurgiã dentista em especial, e não algum(a) profissional do Maranhão?”.
Clique aqui e leia a nota.

Tecnologia do Blogger.